Reflexão - Amor ao Próximo



Quando questionado por um doutor da lei sobre o Amor, Jesus contou uma parábola...

Começou dizendo que, no caminho entre Jerusalém e Jericó, um homem “veio a cair em mãos de salteadores, os quais, depois de tudo lhe roubarem e lhe causarem muitos ferimentos, retiraram-se, deixando-o semimorto”. 

Depois disso, um sacerdote passou pelo lugar e, ao ver o homem naquela condição, se fez de distraído e continuou seu caminho. Mais tarde, passou por ali um levita (religioso dedicado ao serviço do templo) e fez o mesmo. 

Em terceiro lugar, passou um samaritano. E ele, tocado pela necessidade do homem semimorto, o curou e tratou de suas feridas. 

Além disso, o levou a uma pousada próxima e permaneceu ao seu lado até o dia seguinte. Também pagou a conta e prometeu pagar qualquer outro gasto que produzisse o desventurado.

No fim do Seu relato, Jesus perguntou ao doutor da lei qual dos três viajantes considerou que o ferido era seu próximo. O doutor respondeu: “O que usou de misericórdia para com ele.” Então, Jesus lhe disse: “Vai e procede tu de igual 
modo” (Lucas 10:25-37). 

O ensinamento era claro: o “doutor”, tão entendido em doutrina e teologia, ainda tinha que aprender a lição básica do amor zeloso, que prontamente atende o irmão necessitado e desprotegido. 

Não é essa também a lição de amor fraternal que hoje devemos recordar a cada dia? Pode não ser o caso extremo de ajudar a um doente ou um acidentado, mas podemos expressar o espírito do bom samaritano a cada instante e em toda ocasião. 

O companheiro de trabalho que perdeu seu filho, o colega de estudo que chora pela separação de seus pais, o amigo que tem o coração abatido, o rapaz que não é querido pelos demais, a moça abandonada pelo noivo...

Cada um desses é nosso próximo, a quem podemos ajudar, como fez o antigo samaritano. Uma palavra, um gesto, um sorriso, um favor, um momento de companhia, um modesto presentinho, todas essas são boas maneiras de amar o próximo como a nós mesmos. 

Não existem motivos para omitir atenção humana desse tipo, porque não custa nada, e, no entanto, pode ajudar muito. 

Apontando a bondade do samaritano, o Senhor diz hoje a nós também: “Vai e procede tu de igual modo.


Gostou? Aproveita e compartilha essa postagem no Google+, Facebook, etc. Se foi bom para você, talvez possa ser bom para mais pessoas...




Share Button




MAIS SUGESTÕES PARA VOCÊ