Se tivéssemos os olhos bem abertos, perceberíamos que só o amor nos constrói




Somente quando encontramos o amor, é que descobrimos o que nos faltava na vida...
As rodovias foram construídas para ultrapassar. Por isso é que é impossível ter só uma faixa de rodagem, porque isso dificultaria as ultrapassagens...
A característica que identifica uma rodovia é possibilitar do início ao fim a “arte da ultrapassagem”.
Ora, é exatamente a imagem do mundo que vemos ser construído, onde as pessoas não se encontram verdadeiramente, nem caminham juntas.
Apenas se cruzam enquanto se tentam ultrapassar umas às outras.
E o pior é que estamos colocando esta “arte da ultrapassagem” no sangue inocente das crianças.
Cada vez que comparamos uma criança com outra para a fazer se sentir diminuída, ensinando-a a tirar daí motivação para ultrapassar a outra criança, estamos colocando no seu inconsciente (onde estão as raízes dos valores que moldam a personalidade) que o importante não é ser bom.
O mais importante é ser melhor que o outro. Que o mais importante do que se vencer, nas suas limitações e dificuldades, é vencer os outros. E assim vamos desde cedo envenenando o futuro…
Deixamos de ter amigos, porque os olhamos como rivais, os companheiros de caminhada passam a ser adversários, e os que caminham mais devagar não passam de obstáculos.
Que mentalidade é esta?
A mentalidade daqueles que não esperam da vida mais do que uma carreira!
E não pense que isto está tão longe de você como pode parecer. Pensa bem…
Desde pequenos, a grande pergunta: “O que você quer ser quando crescer?” Somos ensinados a responder com uma carreira: “Quero ser professor, médico, advogado, veterinário…”.
Quase nenhuma criança foi ensinada a responder: “Quero ser feliz!”
Conheço muita gente que troca a vida por uma carreira.
Foi esta mentalidade de “carreirismo” que inventou as famosas rodovias do coração, onde os outros não são mais do que adversários para serem ultrapassados.
Se todos nós déssemos conta de que criar relações verdadeiramente humanas é optar por viver em atitudes e gestos de bem-querer e atenção aos outros, de compromisso vital para que ninguém fique mais triste, pobre ou infeliz por nos ter conhecido…
Se percebêssemos que este é exatamente o segredo mais profundo da nossa construção pessoal…
Se tivéssemos os olhos bem abertos, perceberíamos que só o amor nos constrói…
E se tivéssemos o coração suficientemente disponível para assumir o amor como sentido dos nossos dias, tenho a certeza de que seríamos muito mais felizes!











Clique aqui para ver a lista de tudo que temos





Gostou? Aproveita e compartilha essa postagem no Google+, Facebook, etc. Se foi bom para você, talvez possa ser bom para mais pessoas...




Share Button



 QUE BOM TER VOCÊ POR AQUI.
NÃO VÁ EMBORA AINDA.
TEMOS MAIS SUGESTÕES PARA VOCÊ


Comentários

  1. Sim é verdade eu concordo com isso..o ser humano as vezes..deixa q conquistar uma linda amizade por egoismo..por querer sempre competir e passar muitas vezes por cima dos outros..e esquece q com amigos verdadeiro é muito mais facil enfrentar um problema do que sozinho..o amor ao proximo..está cada dia m++ esfriando..precisamos dar valor as coisas simples da vida e os bons amigo..boa noite amigo...bjs

    ResponderExcluir
  2. A competição natural é saudável, não evoluem as criaturas no mesmo rítimo,cada um tem o seu próprio; os que se dedicam mais, chegaram em primeiro lugar. O que atrapalha em tudo isso, ao meu ver, é o orgulho gerador de egoísmo, que estando à frente, o indivíduo se ache acima do outro, e é incapaz de lhe ajudar na caminhada em direção do mais alto grau, esquecendo Ele quê, ou fazendo esquecer-se, quê somos todos irmãos, e que a felicidade do outro também é, ou deveria ser para mim um motivo a mais para ser feliz.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Olá, Amigo do Blog, o que você achou da Postagem? Seu comentário é importantíssimo. Gostaria de saber sua opinião. É através dos comentários que eu me inspiro, me motivo e aprendo. Um grande abraço e seja sempre Bem-Vindo!!! Por favor, somente comentários a respeito da postagem.