Reflexão - Incertezas




Nunca deixe que as tristezas do passado e as incertezas do futuro estraguem as alegrias do presente...
Sabe, estou ficando preocupado com a tranquilidade do mundo e a passividade de tantas pessoas... Todos procuram desesperadamente seguranças, e não transformações...

E nem imaginam o que estão perdendo… E nem imaginam que estão fechando as portas para a felicidade verdadeira, que normalmente vem cheia de imprevistos, cheia de novidades e nas mãos de pessoas que nos propõem virar de pernas para o ar o nosso coração.


Sim, nem se dão conta de que viver seguro numa casa de portas trancadas evita os assaltos, mas também impede as visitas dos amigos…


Se uma mão descesse do céu obrigando os homens à escolher entre a Felicidade e a Tranquilidade, muitos abraçariam a Tranquilidade sorridentes. Que pena… 


As seguranças das vidas tranquilas são mais apreciadas e procuradas que as transformações das vidas felizes.


Não consigo entender uma juventude que não sonha com mais do que uma “vida normal”… Vidas extraordinárias,  coração em sobressalto, tudo isso é bonito de ver nos filmes e admirar nos heróis de todos os tempos, os de ontem e os de hoje. 


Mas os heróis são sempre os outros… Vidas dessas são para ser admiradas e aplaudidas; não vividas.


Porquê?!


Não entendo! Juro que não…


Gostaria de entender melhor as causas do medo. Sim; porque é o medo a raiz de tudo isto. Não tenha dúvida…


Se pudesse escolher entre uma vida feliz, mas com riscos, perigos, incertezas, possíveis desilusões, quedas e recomeços, e uma outra vida mais tranquila, monótona até, mas sem inseguranças, sem riscos, desilusões, possíveis crises sem necessidade de esforço, acredito que a maioria, sem hesitar, escolheria a segunda.


As pessoas não se atiram de cara para a vida, porque têm medo de se machucar.


Quase ninguém assume grandes transformações, porque tem medo das incertezas, que podem machucar o coração...


São cada vez menos os que amam de verdade, porque são cada vez mais os que têm medo de sofrer.


E assim vamos criando um mundo de gente tranquila, mas não verdadeiramente feliz, segura, mas não apaixonadamente transformada.


Temos que nos dar conta de que só vivemos uma vez. E o que se decide numa só possibilidade não pode ser vivido a meio termo!








Veja o menu completo do Blog
Gostou? Aproveita e compartilha essa postagem no Google+, Facebook, etc. Se foi bom para você, talvez possa ser bom para mais pessoas...




Share Button




QUE BOM TER VOCÊ POR AQUI.
NÃO VÁ EMBORA AINDA.
TEMOS MAIS SUGESTÕES PARA VOCÊ