20 de jul de 2013

Reflexão - O Que Deus Quer de Nós...




É um erro pensar que Deus tem prazer no sofrimento dos Seus filhos. Todo o Céu está interessado na felicidade do ser humano...

Nosso Pai celestial não impede que qualquer de Suas criaturas experimente momentos de alegria. O que Deus pede é que sejam evitadas as concessões que podem trazer sofrimento e decepções, e podem fechar a porta da felicidade e do Céu. 

Redentor do mundo aceita as pessoas como são, com todas as suas necessidades, imperfeições e fraquezas. Ele não só purifica do pecado e concede redenção pelo Seu sangue, como também satisfaz aos anseios do coração daqueles que consentem em carregar o Seu fardo e tomar o Seu jugo. 

Seu propósito é dar paz e descanso a todos os que vão a Ele em busca do pão da vida. 
Ele requer apenas que cumpramos os deveres que nos guiarão às alturas da bem-aventurança, às quais os desobedientes jamais poderão alcançar. 

A verdadeira felicidade é ter Cristo, a esperança de glória, no coração.
Muitos perguntam: “Como devo fazer a entrega do próprio eu a Deus?"

Você deseja entregar-se a Ele, mas não tem força moral, é escravo da dúvida e controlado pelos hábitos da sua vida de pecado. Suas promessas e resoluções são como palavras escritas na areia. 

Você não consegue controlar os pensamentos, impulsos e afeições. O conhecimento das suas promessas não cumpridas e dos votos violados enfraquece sua confiança na própria sinceridade, fazendo que você pense que Deus não pode aceitá-lo. 

Mas você não precisa se desesperar. Só precisa
compreender a verdadeira força da vontade. Este é o poder que governa a natureza do homem: o poder de decidir, escolher. 

Tudo depende da ação correta da vontade. O poder de escolha que Deus deu ao ser humano deve ser exercitado. Você não pode mudar o próprio coração, nem, por si mesmo, entregar suas afeições para Deus; mas pode escolher servir a Deus. 

Você pode dar-Lhe sua vontade. Ele então operará em você o querer e o fazer, segundo Sua graça. Desse modo, toda sua natureza estará sob o controle do Espírito de Cristo; suas afeições ficarão centralizadas Nele, e seus pensamentos estarão em harmonia com Ele.

É correto desejar ser bom e viver uma vida santificada. 
Mas nada disso tem valor se ficar apenas no desejo. Muitos se perderão enquanto esperam e desejam ser cristãos. Eles não chegam ao ponto de entregar sua vontade a Deus. Não escolhem agora ser cristãos. 

Através do correto exercício da vontade, uma transformação
completa pode ocorrer em sua vida. Entregando a vontade a Cristo, você se une com o poder que está acima de todos os outros. 

Obterá força do alto para permanecer firme e, pela constante entrega a Deus, será capacitado para viver a nova vida, a vida na Fé.

                                                                                                                                       Ellen G. White



Gostou? Aproveita e compartilha essa postagem no Google+, Facebook, etc. Se foi bom para você, talvez possa ser bom para mais pessoas...





Share Button



Fonte

MAIS SUGESTÕES PARA VOCÊ